A Importância do Batismo nas Águas

Publicado: maio 14, 2011 em Discipulado Rafael Duque
Tags:, , ,

O batismo cristão é, em sua essência, a imagem da renovação do homem devido à sua participação, pelo poder do Espírito Santo, na morte e ressurreição de Jesus Cristo; e é, portanto, também a imagem daquilo que em si é executado pelo testamento da graça, e pela comunhão da sua igreja que em Jesus são cumpridos e realizados.

O batismo é uma ordenança do Senhor Jesus para sua Igreja. É o ato pelo qual anunciamos publicamente que, mediante a fé, nos unimos a Cristo, sepultando nossa velha vida, e começamos, pelo poder da sua ressurreição, uma nova vida.

O batismo não tem nenhum poder em si mesmo para a salvação do homem. Não batizamos para sermos salvos, batizamos porque somos salvos.

A palavra batismo no grego é BAPTISMO. No infinitivo é “BAPTIZEIN” e significa IMERGIR, MERGULHAR. Em referência ao batismo, o grego nunca usa “RAMPTIZO” (aspergir), mas “BAPTISMO”. Portanto, a ideia sugerida é uma só: batismo é imersão, mergulho.

O batismo de João pela água (Mateus 3.13-17) dá testemunho do batismo com o Espírito Santo e com o fogo do próprio Jesus Cristo. Por essa razão, o grande dispensador do batismo pela água não é João nem a Igreja, mas o próprio Senhor Jesus Cristo, embora mediadora e indiretamente seja realizado através do serviço de João e do serviço da Igreja. Quem poderia, senão o próprio Jesus Cristo, testemunhar com eficácia acerca de Jesus Cristo? Lutero cor reta e repetidamente afirmou em seus sermões, baseado em Mt 3.13 e concordando com Crisóstomos, Ambrósio, Tomás Aquino, assim como também Calvino, que é o Senhor quem faz o batismo pela água poderoso para arrependimento e perdão de pecados.

Jesus, não precisava dessas coisas, submeteu-se a elas, anunciando, assim, aquilo que havia de acontecer no Gólgota e na manhã da Páscoa, declarando, dessa maneira, a sua solidariedade com os pecadores. Por essa razão, o batismo foi tornando uma representação viva e expressiva da morte e ressurreição de Cristo como sumo sacerdote.

Todo aquele que agora for batizado pode confiar e, como Ele, ver os céus abertos, ouvir a voz do Pai e ter comunhão com o Espírito Santo. Portanto, denomina-se, e realmente é, batismo no nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

 By Lagoinha.com

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s