Quebra Gelo – Verbo Proibido


Como seria a nossa vida se nos não tivéssimos o verbo para expressarmos ?

Peça para cada pessoa dizer o seu nome, o que mais gosta de fazer uma pergunta para a pessoa ao lado. Ele pode falar qualquer coisa mais não pode usar nenhum verbo.

Moral: Nossa vida seria muito dificil se não tivéssimos o verbo para nos expressarmos porque o verbo é que dá sentido a nossa comunicação. Sem o verbo, tudo que dizemos fica sem sentido, confuso.

A biblia diz em João 1:1 que Jesus é o verbo vivo de Deus. Sem ele a nossa vida é vazia e sem sentido.

Anúncios

“A moda agora é não pecar”


“A moda agora é não pecar”
Para adolescentes e líderes se inspirarem a aprender e ensinar sobre os princípios da santidade

Texto base: I Pedro 1.16
Vivemos em um mundo que quase nos obriga a aceitar algumas coisas como certo e nos pressiona a viver assim. Por isso quando algum adolescente diz que ele quer ser santo, ninguém acredita ou começa então a “zueira”. Com isso a galera que serve a Cristo muitas vezes tem pavor desta palavra.

Quero através deste texto, mostrar o que a Bíblia diz sobre esse assunto, e com isso mostrar como Deus vê a santidade.

Santidade, que “parada” é essa?

Quando mencionamos a palavra santidade, muitas vezes o que nos vem à mente é algo muito difícil, que não conseguiremos nunca e que só aqueles mais certinhos, quietinhos, calados ou que se vestem de um “modo santo”, é que conseguirão alcançá-la. Infelizmente, esta é a ideia que muitas pessoas têm de santidade, algo visto, contemplado exteriormente; porém, a santidade começa no coração.

Jesus era o cara que mais teve “pau” com os religiosos sobre santidade, porque eles achavam que só eles é que eram santos. Mateus 23.25-29. Jesus mostra para aqueles homens que a pureza do homem começa no coração. Uma outra história bíblica que se encaixa neste assunto é a escolha do rei Davi pelo profeta Samuel. A Bíblia diz: “O Senhor, contudo, disse a Samuel: Não considere sua aparência nem sua altura, pois eu o rejeitei. O Senhor não vê como o homem: o homem vê a aparência, mas o Senhor vê o coração”. (Samuel 16.7.)

Santificação é uma obra progressiva da parte de Deus e do homem que nos torna cada vez mais livres do pecado e semelhantes a Cristo em nossa vida presente. Por exemplo: quando uma pessoa que falava mentira se arrepende, nessa área ela cresceu, consequentemente, está sendo mais semelhante a Cristo. Ser santo não é nunca estar sujo, mas é sempre se lavar.

A moda agora é não pecar
A santificação começa na vida de todo filho de Deus quando ele aceita a Cristo, como único senhor e salvador. Antes a escolha era só o pecado, mas “a moda agora é não pecar”. Romanos 6.11 a 14. O pecado se tornará um acidente, um vacilo. O filho de Deus não vive mais na prática do pecado. Uma vez que nascemos de novo, não podemos continuar pecando como um hábito ou como um padrão de vida (I Jo 3.9).

Alguns acham que ser santo, é ter um tanto de “não posso isso ou aquilo”. A escolha pela santidade é algo natural de todo filho de Deus, não é um sacrifício, como alguns acreditam. Santidade não é deixar de fazer, mas fazer conforme a Palavra de Deus. Tendo esta nova mentalidade, viver em santidade será uma alegria. Pois isto agrada a Deus. (João 14.15.)

É importante dizer que todos os filhos de Deus estão em um processo de santificação, o próprio Apóstolo Paulo fala disso, “Somos transformados de glória em glória, a sua própria imagem” (II Coríntios 3.18b). E que por isso às vezes vacilamos e também descobrimos atitudes erradas, que não percebíamos, mas que serão mudadas pelo poder de Deus. Gradualmente, nos tornamos cada vez mais semelhantes a Cristo, conforme avançamos na vida cristã.

Viver em santidade é o único meio de sobrevivência para o adolescente cristão. Pois a cada dia as propostas e as opções se tornam mais atraentes para todos. E o filho de Deus não está imune a isto. A sua moda deve ser não pecar. A Bíblia diz sobre alguns homens que viviam este lema (Daniel 1), e o texto bíblico mostra também qual foi o resultado da escolha deles.

Conclusão
A santidade está ao alcance de todos. Ela não é impossível de ser alcançada e vivida. Escolha viver perto de Deus que Ele te ajudará todos os dias a ser Santo. Pois “a moda agora é não pecar”.

:: Por Bruno Bacelar Dias

Por que Jesus dobrou o lenço?


 

O LENÇO DOBRADO (João 20:7)

Por que Jesus dobrou o lenço que cobria sua cabeça no sepulcro depois de sua ressurreição?

Eu nunca havia detido minha atenção a esse detalhe.

Em João 20:7 –  nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de Jesus, não foi apenas deixado de lado como os lençóis no túmulo.  A Bíblia reserva um versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado cuidadosamente e colocado na cabeceira do túmulo de pedra.

Bem cedo pela manhã de domingo, Maria Madalena veio à tumba e descobriu que a pedra havia sido removida da entrada. Ela correu e encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto amara {João Batista} e disse ela:  “Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde eles o levaram.”

Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo passou à frente de Pedro e lá primeiro chegou. Ele parou e observou os lençóis, mas ele não entrou. Então Simão Pedro chegou e entrou. Ele também notou os lençóis ali deixados, enquanto o lenço que cobrira a face de Jesus estava dobrado e colocado em um lado.

Isto é importante? Definitivamente.
Isto é significante? Sim.

Para poder entender a significância do lenço dobrado, você tem que entender um pouco a respeito da tradição Hebraica daquela época.

O lenço dobrado tem que a ver com o Amo e o Servo;  e todo menino Judeu conhecia a tradição.
Quando o Servo colocava a mesa de jantar para o seu Amo, ele buscava ter certeza em fazê-lo exatamente da maneira que seu Amo queria.

A mesa era colocada perfeitamente e o Servo esperaria fora da visão do Amo até que o mesmo terminasse a refeição. O Servo não se atreveria nunca tocar a mesa antes que o Amo tivesse terminado a refeição.
Se o Amo tivesse terminado a refeição, ele se levantaria, limparia seus dedos, sua boca e limparia sua barba e embolaria seu lenço e o jogaria sobre a mesa. Naquele tempo o lenço embolado queria dizer: “Eu terminei”.

Eu não sabia a respeito.
Se o Amo se levantasse e deixasse o lenço dobrado ao lado do prato, o Servo não ousaria em tocar a mesa porque o lenço dobrado queria dizer:

“Eu voltarei!”
Ele está voltando! O recado nos foi dado claramente!

Oro para que você seja abençoado com a paz e a alegria em saber que Ele está voltando e isso pode ser muito breve.
Esteja pronto, preparado!

Visite Centenário das Assembléias de Deus no Brasil em: http://adbrasil.ning.com/?xg_source=msg_mes_network

Quebra Gelo – Urso de Pelúcia


 Dinâmica: “Urso de pelúcia”

Objetivo: mostrar que o outro é importante pra nossa vida Material: um urso de pelúcia Procedimento: Forme um círculo com todos e passe o urso de mão em mão, quem estiver com o urso deverá falar o que tem vontade de fazer com ele. No final que todos falarem deve-se pedir para que façam o mesmo que fizeram com o urso com a pessoa do lado. Fiz na minha célula e foi um bênção.

Agradecemos a Pra.Hortencia pelo quebra-gelo…
hortencialouzada@yahoo.com.br

ACRESCENTADAS


ACRESCENTADAS

“Mas, buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça e todas as demais coisas vos serão acrescentadas”

 

Deus é Senhor de nossas vidas, e nos supre em todas as áreas. Porém muitas vezes nos vemos em situações difíceis, em que temos que tomar decisões.  Ficamos confusos sobre qual caminho seguir, e com medo de tomar decisões erradas.

Mas Jesus é claro neste texto, temos que colocar tudo em nossas vidas em segundo plano, e fazer com o que o reino de Deus esteja em primeiro, a obra d’Ele precisa nortear todas as nossas decisões.

Por isso, não tenha medo de chegar ao fim e olhar para trás. Saiba que se você colocar a obra do senhor em primeiro lugar, nada vai te faltar, esta é uma promessa de Deus para sua vida!

 

::: rafael duque :::

Relacionamento a Maneira de Deus


Um dos temas mais polêmicos no namoro tem sido como deve ser o contato físico entre o casal. Essa questão tem trazido tantos problemas que muitos casais optam por simplesmente abdicar de qualquer contato físico afim de não correrem riscos. Essa atitude, que num primeiro momento parece ser bem segura, pode trazer sérios problemas depois para a relação. O que precisamos aprender é até onde podemos ir sem cometer pecado.

O maior inimigo no contato físico é a defraudação. Essa palavra aparece como pecado específico em 1 Ts 4.6, nesse texto, inclusive, refere-se a mesma com conotação sexual, e Paulo desafia os crentes à santidade. Defraudar é promover em uma pessoa um desejo que você não pode satisfazer. No caso do namoro, por exemplo, ocorre quando o rapaz ao acariciar demasiadamente sua namorada, deixa-a excitada, como ambos não podem consumar o ato sexual, ocorre à defraudação. Da mesma forma uma jovem usando uma roupa sensual pode excitar sexualmente o rapaz, cometendo o mesmo pecado. Existem beijos e abraços que não combinam com um namoro santo. Você conhece o seu limite, avise ao seu namorado, se não sabe, procure descobri-lo antes de se aventurar nessa área. Se beijar o leva a pecar, não beije, se abraçar o leva a pecar, não abrace, agora se pegar na mão da sua namorada ou do seu namorado o leva a pecar, o melhor a fazer é ir a um psicólogo, pois você tem algum problema. O mundo pressiona rapazes e moças a ter um namoro carnal, sexual, nós, cristãos, somos taxados de antiquados, puritanos ou até “maricas”. No entanto, uma relação com sexo e defraudação tem destruído os sentimentos e promovido somente dor e insegurança. É claro que é um grande desafio vencer essa área, mas é plenamente possível, se o casal buscar no Espírito Santo.

O pastor Levi Espínola no Livro, “Perigo Defraudação”, da editora Profetizando Vida, dá algumas dicas para conduzir bem essa área: Evitar namorar todos os dias. Não namorem por muitas horas sozinhos. Não namorem em lugares ermos. Não fiquem a sós na casa um do outro. Não namorem sem antes orar; estudem a Bíblia juntos e estejam sempre em ministério e célula. Evite roupas provocantes. Como diz o ditado “a situação faz o ladrão”, portanto, vigiem para que o pecado da defraudação não destrua o relacionamento de vocês!